domingo, 27 de janeiro de 2019

Pedagogia da lama 1

Cidadão de onde você é?
Da lama.
A casa onde ficou?
Na lama.

Cadê a família?
Na lama.
O que sobrou?
Só lama.

O seu passado?
Virou lama.
E o presente?
Ah, só lama.

E o seu futuro?
Sei não. Lama.
E os sonhos?
Viraram lama.

Como se chama?
Lama.
E seu sobrenome?
Lama.

Tem esperança?
Só lama.
Qual é o caminho?
Da lama.

E o seu país?
Na lama.
E a cidadania?
Na lama.

O que você quer cidadão?
Não morrer na lama.
O que você fará então?
Tentar limpar a lama.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.



segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Aldravia de 30 – Paradigma


Paradigma

Vejo-me
Solto
Aqui
Dentro
E
Preso
Fora
De
Mim.

Sinto-me
Parte
Deste
Mundo
Que
Insiste
Em
Me
Ver
Longe.

Mas
Sou
Teimoso
De
Mais
Vou
Ocupando
Meu
Lugar
Nele.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.



segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Acabou? Não!


A festa do egoísmo,
A farra da mentira?
A banda do cinismo,
A vez da figura?

Não, não acabou nada,
Sobrevive no ocultismo.
Não, não se ver nada,
Escondido no intimismo.

A fome que mata,
O cruel abandono.
A solidão ingrata,
O hino insano.

Muda-se a realidade,
Com o medo social.
Usa-se da falsidade,
Com o excluir fatal.

E festa da injuria?
Dela pouco se sabe.
E o preço da luxúria?
Ela não nos cabe.

E a grande farra continua,
Os loucos são nomeados.
E a máscara é contínua,
Atrás dos acordos firmados.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.



terça-feira, 8 de janeiro de 2019

45


A vida segue,
Os cabelos brancos se despontam.
O sonho segue,
Os ossos ficam gastos e doloridos.

A vida segue,
Os desejos em si se renovam.
O sonho segue,
Os sentidos vão-se, turvados.

A vida segue,
As verdades veem se e desentocam.
O sonho segue,
O tempo vai nas rugas aparecendo.

A vida segue,
Os verbos nas virgulas se cruzam.
O sonho segue,
Os anos vão lentamente passando.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.

OBS: essa redondilha é uma auto-homenagem aos meus 45 anos de idade completado no último dia 5 de janeiro...