terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Súdito

Hoje estou me sentindo carente
Precisando de um abraço apertado
De olhar nos olhos intensamente,
E sem medo algum num beijo
Viver a cada segundo essa paixão.

Queria espantar para longe a solidão
Queria te ver mesmo assim de longe
Ter a certeza que ainda pode dar certo,
Queria que soubesse que ainda sou eu
O súdito a espera do sinal do seu amor.

Mas a minha alma reclama a sua falta
O meu coração se debate nesta tristeza
A minha angustia se intensifica e ganha vida,
O meu corpo oscila com as minhas emoções
Ora quente te sentindo, ora gela pela sua ausência.


Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.