terça-feira, 1 de outubro de 2013

Entenda meu tempo



Subestime-me,
Mas caminhe comigo.
Ainda engatinho,
Pois sou um menino.

Teste-me.
E verás o meu superar,
Entenda o meu tempo,
E me ensine o seu.

Queira-me,
Mesmo que tenha medo.
Pois amar não tem segredo,
Só precisar ser sentido.

Ama-me,
E não me deixe sozinho.
Me tenha em seus braços,
Pois preciso de carinho.

Abraça-me,
E me aperte ao teu corpo.
Não me tire dos seus sonhos,
E me deixe ser no seu mundo.

Escuta-me,
E atenda meu pedido.
Me fale bem baixinho,
Serei eu o teu escudo.

Veja-me,
Mesmo que estiver escuro.
Seja-me o meu porto seguro,
E acharei em ti o meu refujo.

Grita-me,
Nos ventos e nos tempos.
E te ouvirei aqui no tudo,
Deste meu gelado silencio.

Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.