segunda-feira, 2 de março de 2015

Sonologia



Indo pra cama...
Óh que dó...
Ela me gama...
Ah sono,
Ele me chama.
Eu quero,
Que ela me prenda.
Mas o sono,
Logo me incomoda.
Me atrai a cama,
Mas aquele corpo.
Em sedução me grita,
E o meu em gemido.
Destrói a calma,
Desejos combinados.
As mãos se entrelaçam,
Sussurros aos ouvidos.
Num cenário de loucuras,
Construídos em encantos.
E o amor em trilogia,
Paixão, querer e sexo.
Acaba em sonologia,
Assim ela me ama.
Sem medo,
Indo pra cama.

Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.