terça-feira, 10 de novembro de 2015

Gosto de ser quem sou

Gosto de viver a vida,
Sem medo.
Falando meus versos,
Segredos.

Gosto de romper barreiras,
Em tudo.
Talvez as minhas próprias,
São fortes.

Gosto de ser quem sou,
Sem degrado,
Vou em busca do que,
Eu quero.

Gosto do desconhecido,
Pois com ele aprendo.
Sem qualquer preconceito,
Vivo a vida com peito.

Gosto de existir assim,
Desprendido de conceitos.
E com a modéstia que há em mim,
Vou vivendo e fazendo o que gosto.


Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.