terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Perfume de rosas

Gosto do perfume do seu corpo,
Pois nele sinto o sabor das loucuras.
Gosto de deslizar nos seus lábios,
Pois sou possesso pela sua boca.

Vejo-me adormecido nas suas belas curvas,
Onde as rosas dos meus sonhos se formam.
Sinto-me completo nesta sua ternura,
Que me faz viver infinitamente na sua paz.

Quero que os meus deliros de amor,
Arrebate todas as suas vontades.
Que os nossos suados corpos,
Jamais se cansem no ato de amar.

Assim como as flores ao exalar seu perfume,
Embala as imaginações dos amantes.
Colorindo de acalorados desejos os olhares,
Produzindo os suspiros mais alucinantes.


Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.