terça-feira, 22 de novembro de 2016

Dueto poético

Doces encontros

Nas correrias dos nossos momentos,
Percebemos tão pouco as coisas.
Seria para aquele instante.
Buscamos em direções erradas,
Aqueles maravilhosos contentamentos.
Dos doces encontros.

O quanto espero perdi a conta,
Talvez não aconteça nesta vida.
Eis que tenho saudades daquilo,
Que nunca vivi, mas posso te ouvir.
A voz que compartilhar sua história,
Conheço o teu sorriso.

História que guardam tantos sorrisos,
Momentos calados, sentimentos em sangria.
Confusa essa verdade.
Mas por tantas loucuras e insanas agonias,
Que as vezes escondo meus risos.
Mas não por maldade.

Não escondas de mim,
Teu sorriso largo, sincero.
É tudo que preciso,
Para que meu verso tenha vida,
Pois te amo, apesar.
De tantos pesares.

Aguarde pelo devido tempo,
Pois só ele esquadrinha as horas.
Não se aflija no momento.
Vivamos somente do agora,
E contemplamos o firmamento.
Não se apresse e espera.


Autores: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta com parceria de: Luiza Senis – a poetisa.