terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Novos sonhos novo ano

Este ano que se finda,
Deixou marca.
Houve despedida,
Que fora única.

Dores e lágrimas,
Perdas irreversíveis.
Vidas destruídas,
Por seres insensíveis.

Por ganancias e poder,
Destruíram culturas,
Fizera a face escurecer,
Nas suas loucuras.

Mas é tempo de sonhar,
Novos sonhos neste novo ano.
É tempo de recomeçar,
E deixar para traz o ano velho.

Fazer novos planos,
Programar novas conquista.
Construir novos caminhos,
Dar sentido ao novo poema.

Assim eu quero viver,
Neste novo ano.
Querendo eu assim ser,
Com novo voo.


Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.