sábado, 25 de junho de 2011

Minha brisa da manhãr

Acordo no alvorecer
De mais um dia
E eu loucamente
Tento buscar no céu
Os primeiros raios
De arco-íris do seu sorriso
E logo vejo despontar
No horizonte o sol
Como mensageiro fiel
Do brilho deste teu
Tímido e apaixonante
Azul-verde sorrir
Que aos poucos
Vem se tornando
O porta-voz
Da minha felicidade
E me entrego ao relento
Sentindo no meu rosto
O acariciar da brisa
Como se fora o tocar
Das suas macias e perfumadas mãos
Em todas as minhas manhãs
E assim me sinto forte e pronto
Para enfrentar a cruel distancia
E eu corro para a Internet
A fim de conseguir ficar
O máximo de tempo com você
Meu amor, minha brisa da manhãr.

Eu a amo P.C..

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.