sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Amanhã



Amanhã eu tentarei descer de mim mesmo,
E fugir de todo esse egoísmo que me mata.
Amanhã vou tentar descobrir o que quero,
Mesmo que eu tenha que me desmascarar.

Amanhã eu tentarei fazer diferente,
Tudo que eu já refiz até agora.
Todos os meus sonhos de antigamente,
Amanhã tentarei resignificar.

Amanhã me despirei dos meus medos,
E farei de cada segundo uma eternidade.
Amanhã eu me abrirei para o mundo,
E viverei como nunca a minha liberdade.

Amanhã vou me desprender das agonias,
E vou abrir a janelas dos meus desejos.
Amanhã aos seus braços me entregarei,
E do amor no amar viverei todas as magias.

Amanhã logo ao amanhecer,
Antes que tudo aconteça te direi te amo.
Amanhã gritarei com todas as minhas focas,
Que eu sempre viverei por você.

Amanhã.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.