quarta-feira, 9 de abril de 2014

Dor



Não posso e não vou mentir
Descobri que o mesmo vento
Que me trouxe você,
Foi o mesmo que te levou
E eu fique aqui na minha dor.

Não quero e jamais eu vou fingir
Que meu coração estar dilacerado
Pois já sinto sua saudade,
E nesta angustia que agora estou
Tenha certeza que eu vou dormir.

Não tenho o supremo poder
De ficar ocioso no tempo
Assim vou enfrente,
A solidão de mim se apostou
Mas deixo aqui meu lamento.

Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.