quinta-feira, 3 de abril de 2014

Caiu



Caiu na minha mão uma rosa.

Caiu na minha mão uma rosa,
Mas ela tinha os espinhos quebrados.
Eu queria saber em que machucados,
As suas afiadas pontas tristes ficaram.

Caiu no meu caminho uma folha.

Caiu no meu caminho uma folha,
Uma folha que já estava seca.
Será que ela caiu da roseira?
Ou caiu da minha canseira?

Caiu da minha face uma gota.

Caiu da minha face uma gota,
Que logo foi engolida pela terra,
Será que foi um pedacinho do meu cansaço?
Ou foi um pouquinho de amor em lágrimas?

Caiu no entardecer uma bola.

Caiu no entardecer uma bola,
Que é magnificamente linda.
Será que é a bola do vizinho?
Ou a lua que vem me cobrindo?

Caiu do meu sorriso a tristeza.

Caiu do meu sorriso a tristeza,
Que tanto acaba comigo.
Só quero do meu lado quem:
Queira ser o meu bem.

Caiu do céu uma estrela.

Caiu do céu uma estrela,
Que não para de piscar.
Eu não sei se é um vagalume?
Ou se é Jesus o nosso menino?

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.