quarta-feira, 26 de março de 2014

Mãos



Mãos que desenha a vida,
Mãos que queima a pele.
Mãos a artes que vira sonhos,
Mãos que revela o mundo.
Mãos lindas sãos as suas.

Mãos que nunca sentiu-te,
Mãos que um dia quis toca-la.
Mãos que tremeu de desejo,
Mãos que enxugou as lágrimas.
Mãos essas que são minhas.

Mãos que descansa no teu prazer,
Mãos que desliza na sua loucura.
Mãos que se perdem nas suas curvas,
Mãos que nas madrugadas te procuras.

Mãos que enudecem as minhas vontades,
Mãos que me doma em caricias.
Mãos que constroem meu universo,
Mãos que faz as minhas dores sumirem.

Mãos ricas em ternuras a me tocar,
Mãos sedentas incertas ao me descobrir.
Mãos saiba que acalma minha solidão,
Mãos perfumadas que sobre min quero.

Mãos doces e meigas,
Mãos quentes e frias.
Mãos rápidas e tímidas,
Mãos macias e tremulas.

Autor : Joabe Tavares de Souza - Joabe o Poeta.