quinta-feira, 7 de maio de 2015

Minha Rainha



Não saberei expressar por ti,
O meu amor e gratidão.
Pois tu sentisses as dores,
Que permitisse-me vir ao mundo.
Protegendo-me de tudo lá fora,
Não deixando que nada me machucasse.

Penso que as palavras por mais belas,
Jamais te diria o que eu sinto pela senhora.
Nem todo este infinito universo e oceano,
Nem as flores dos jardins seriam insuficientes.
Para ao menos simbolizar a sua importância,
Que a sua existência representa na minha vida.

Reconheço que as vezes sou ausente em palavras,
Mas sei o quanto tu sofre para garantir meu bem estar.
Passamos por bons e maus momentos até aqui,
Mas a senhora minha rainha cedeu aos desesperos.
Assumindo múltiplos papéis de Rei e Rainha,
Não nos deixando faltar o verdadeiro amor.

Quantas noites tu chorasse pelas madrugadas,
Por estar sozinha nas lutas dos cotidianos.
As vezes nos faltaram os viveres do dia-a-dia,
Mas a senhora minha Mãe e Rainha não deixou faltar a fé.
Por isso e por tudo que eu e meus irmãos e irmãs somos,
A agradecemos mãe com todo nosso amor dizendo: te amo.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.