sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Joabe o Poeta

No meu silencio

É no meu silencio
que sou livre
posso longe voar
sem ter limite
posso tudo tocar
só na mente
posso sim te criar
mesmo ausente
posso sim te amar
como sempre
posso te desenhar
num relance
posso sim pensar
num instante
posso te chamar
como amante
posso te encontrar
diga me onde
posso sim te buscar
como antes
posso te imaginar
como dantes
posso sim saciar
minha fome
posso sim derramar
minha sede
posso me banhar
na sua fonte
posso sim me entregar
aos seus beijos quentes
posso agora sonhar
sem jamais me perder
posso assim te acariciar
ao teu mundo pertencer
posso sim me acabar
e por você me entorpece
posso sim me lambuzar
no teu louco prazer
posso meus olhos fechar
no meu mundo te viver
só não posso uma coisa
jamais irei te esquecer
aqui no meu silencio.

Autor: Joabe Tavares de Souza. Data:/08/10/2010/ ás /15:15/hms. Da tarde.