segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Quem disse

Quem disse que sim
Quem disse que não
Que já não existe
Esse grande amor
No meu coração.

Te amar é tudo de bom
É viajar num mundo cheio de felicidade
É mergulhar num mar só de caricias
É dormir e não acordar vivendo só de sonhos
É me lambuzar de prazer numa caixa de bombom.

Quem disse que foi mentira
Quem disse que não é verdade
Será que você ainda não percebeu
Que só sua presença da solidão me tira
Isso não é mentira é a mais pura verdade.

Tudo que eu tenho
São os brilhos dos seus olhos
A guia-me pelas madrugadas escuras
Não deixando me sentir sozinho
Dentro da negra e cruel solidão.

Tudo que eu quero
É sentir nos meus lábios ardentes de desejos
O calor e o gosto desta tua vermelha boca
Mesmo que ela esteja com ou sem batom
E assim entregar-me á ti feito um louco.

Quem tem a cruel pestilência de afirmar
Quem é que tem a louca coragem
De dizer que eu não a amo
Será que não veem nos brilhos dos meus olhos
O quanto só você tem o dom de me fazer feliz.

Autor; Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.
Data; 02/03/07.