sábado, 28 de abril de 2012

Final de tarde

Começa a chover agora aqui
Sabe aquela chuva calma
Que nós trás lembranças
Saudade louca de alguém
E o Roberto canta os amores
Aqui na minha caixa torácica
Este sofrido coração
No balanço compassado
Do eu te amo eu te amo
Paralelamente a isso
Lá na sala a TV ligada
No Brasil urgente nos deixa
A par das ultimas noticias
De Rio e São Paulo
Mas a minha ansiedade
Deixando-me meio perdido
Querendo saber do meu bem
Fico imaginando o seu sorriso
O meu romantismo aflora-se
Na musicalidade do meu desejo
Acompanhando os meus pensar
Tentando transpor meus sentimentos
Em rimas e versalidades nestas linhas
E a chuva cessou cedendo á noite
Assim a minha tarde sucumbe ao luar
Com as estrelas cortejando minhas lagrimas
O meu final de tarde assim eu a descrevo.


Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.