quinta-feira, 26 de abril de 2012

Solidão em noites frias

Se a solidão nas noites frias vier lhe incomodar
Basta assim apenas em mim segura se sentir
Não tenhas medos algum, pois em ti vou pensar
Eu fecharei as minhas pálpebras a te sentir
Eu mesmo em pensamento irei te acalentar
E no calor das madrugadas o amor virá me servir
E quando tiver coragem grite a me chamar
Que eu mesmo de longe saberei te ouvir
Mas se não me sentir em sonho te acompanhar
Então veja as estrelas e minha voz irá ouvir
Deixe que a lua abrace e a sua lagrima enxugar
Sentindo minha mão tocar-lhe no desejo conduzir
Sendo eu presente num mágico jeito de te abraçar
Como um louco amante com um olhar te invadir
E se mesmo assim não for capaz de te saciar
Se entregue a sua fria cama envolva no sonhar
Que logo pela manhã o amor no café irá te servir
E todos teus os sonhos mulher verá se realizar
Mas antes ainda em sonho sentirá o meu vir
Pela delicadeza dos meus dedos te tocarem
Já lhe avisando que a solidão deixou de existir
Ai terá a certeza suas noites serão quentes no amar
E se verá confortavelmente aconchegada no dormir
Com as gostosas caricias de desejo do seu homem.


Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.