domingo, 22 de abril de 2012

A minha rua

A minha Rua guarda muitos segredos
Muitos sonhos e também muitos medos
Muitos planos foram aspirados
E outros foram simplesmente refeitos
E alguns eu não sei por que foram ignorados
Mas foram todos eles pensados e planejados
E sem se perceber foram assim esquecidos
Muitas brincadeiras de crianças nas inocências
Grandes sonhos de infâncias brincadeiras de rodas
As conversa de visinhos velhos amigos
Falando de tempo passados namoricos de infâncias
Como se fora naquele momento um presente lembrado
Trocando vivencias de amores segredos da vida
Aqui no Jardim Monte Líbano nome de um lugar bíblico
Um bairro transperiférico de Rondonópolis cidade linda
A minha rua como qualquer outra tem nome importante
Entre uma Avenida Dom Pedro II com a Rua Martim Afonso
Ali bem na esquina onde a vida às vezes vira resina
O cruzamento de duas via, com nomes de homens determinados
Neste mesmo cruzamento que não faz muito tempo giravam a poeira
Nos redemoinhos dos sonhos negros asfaltos foram substituindo
Marcando a chegada do exuberante progresso com suas utopias
Transformando as vivencias com novas experiências e modificando sonhos
E assim a história vai sendo pensada, arquitetada para ser escrita
Partindo dos pequenos fatos chegando até a composição macro dos fatos
E eu continuarei no meu oficio de observador da vida que ocorre lá fora
Para descontrair os discursos que surgem com estes mesmos feitos
E tentar contribuir com as visões e experiências algumas respostas
Sempre partindo dos princípios que as minhas respostas com passar do tempo
Serão contestadas sob as ópticas de novas observações e novos olhares
E é pela minha rua que antes era pacata distante das correrias das cousas
E hoje já sente em seu solo compactado impermeável pelo peso do progresso
Que as histórias que ali acontece guardam ao modo e tempo as memórias
De um povo, de um tempo, de um lugar, de um contexto no qual se viveu
Deste modo, a história é a representação de um passado no presente
Que servirá como auxilio na construção de um novo futuro
Esta é apenas um breve esboço da história da minha hoje movimentada rua.


Autor: Joabe Tavares de Souza - Joabe o poeta.

A foto mostra o cruzamento supra-citado acima, e a pessoa que aparece nesta mesma foto, trata-se da minhã amada mãe dona Maria Tavares varrendo a calçada.