segunda-feira, 9 de abril de 2012

Não minto

Não, eu não minto
Eu apenas digo
O que eu sinto.

Apenas dou voz a mim mesmo
E não deixo que me calem
Pois eu sinto, e no meu sentir eu vivo.

Nada me faz tão vitalizado
Do que falar o que vivo
Amores, indignações e decepções.

Enfim, não me esqueço na vida
Eu choro, eu grito e eu me vejo
Me sinto aqui no mundo.

Não, não me isolo no meu ser
Não, não me isento de viver
Não, não espero o mundo acontecer.

E assim, eu me sinto
E me sentindo eu vivo
E sentindo, interajo.

Me interajo com o mundo
Me reafirmo na vida
E assim dou sentido ao meu ser.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.