terça-feira, 9 de dezembro de 2014

É para lá que eu vou



É para lá que eu vou.

É para lá que eu vou,
Onde meus sonhos me chamam.
Onde eu posso saciar minha cede,
Onde o amor me grita.

É para lá que eu vou,
Onde meus pensamentos não dormem.
Onde meus desejos são mais vivos e fortes,
Onde minha alma vagueia.

É para lá que eu vou,
Onde se secam minhas brancas lágrimas.
Onde faço do meu viver uma verdade,
Onde solto minha alegria.

É para lá que eu vou,
Onde o mundo é pura nostalgia.
Onde eu canto os meus querer,
Onde minhas vontades são quentes.

É para lá que eu vou.

Autor: Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.