domingo, 25 de abril de 2010

Desculpe-me, eu sei que não posso, mas, te amo.

Eu sei que para você é pedir demais,
Eu sei que você não se permitiu me amar,
Eu sei que você quer que eu te esqueça,
Eu sei que quer por outro em meu lugar,
Mas, não vou abrir mão de você jamais,
Não quero tirar você da minha cabeça,
Eu quero te amar, amar, amar, só te amar.

Desculpe-me, não posso fazer isso com o meu coração,
Não posso te esquecer, e me entregar de vez á solidão,
Não posso fazer de conta, que não sinto essa atração,
Não vou permitir que você, escape das minhas mãos,
Não vou deixar que esses sonhos, se acabem aos chãos,
Não quero como companheira, essa maldita desilusão.

Sei que é loucura, te amar, mas, é muito mais forte,
Eu tento me controlar, mas, te amar me faz sentir vivo,
Você é meu mundo, minha vida, minha realidade,
Quero que as estrelas desenhem no céu teu lindo rostinho,
Se o meu amor, para você não for, suficiente,
Será melhor então, que todos os dias e noites, fique escuro,
Assim eu fecho meus olhos, me entregando á morte.

Não acredito que não consiga ver,
Depois disso quanto eu amo você,
E agora como é que eu vou viver?
Sem essa minha vida que é você?
Eu quero você eu quero viver,
Não sou nada sem amar você.

Autor: JOABE TAVARES DE SOUZA.
Data: 03/09/2008/21hs/12ms.