sábado, 17 de julho de 2010

Joabe o Poeta

''A RECAIDA''

Amar sem medo
Sem receio de ser
Sem nada temer
Só querendo viver
Por um segundo.

Raio de luz em mim
Sendo eu assim
Perto do calor sem fim
Puramente amando sim.

Eu que pago caro esse preço
Só para em meus lábios
Ter o prazer dos seus beijos
E por um único momento
Te sentir aqui como arcanjo.

Caio como um arranjo
Neste meu sonho noturno
Querendo apenas vive-lo
Entregando-me por inteiro.

Ainda que em desespero
Sentindo-me sozinho
Buscando você no espelho
Esquecendo-me por um segundo
Neste mundo louco.

Intensamente eu vivo
Com os meus segredos
Escapando da fúria dos medos
Vivendo só dos meus sonhos.

Deixo meu rosto molhado
Com suor dos loucos desejos
No calor dos teus imaginários beijos
Alimento os meus profundos degredos
Levando-me ao gostoso delírio.

Assim vou a noite virando
E mesmo no recomeço
Com o sol no céu claro
Novamente sobrevivo.

Autor: Joabe Tavares de Souza. Data:/17/07/2010/ ás /20:26/hms.