sábado, 11 de setembro de 2010

Joabe o Poeta

EU

Não vou deixar esse sonho se transformar em vento e sumir pelo ar poluído da atmosfera da vida.

Vou tentar buscar na luta da vida fôlego para chegar aonde meus pensamentos vão.

Não quero ser mais um objetivo contrário da realidade vivida.

Sou apenas uma ave solitária com sonho de ser livre, livre para voar em busca da realidade desse sonho.

Eu vou vivendo e a vida vai correndo, o tempo parou, mas não me deixou.

Autor: Joabe Tavares de Souza. Data:/24/06/2006/ ás /21:45/hms.