sexta-feira, 4 de março de 2011

Alguém igual a mim

Este teu sorriso que como o meu quer sempre brilhar
Na arte de amar sem qualquer vestígio de medo.

Liberta para sentir na alma o que tenta sufocar-te
O que o teu coração assim como o meu grita.

Incessante momento de mais gostosa loucura
Que ainda que o tempo se apague os guardamos.

Entendendo a verdadeira força do amar
Assim como eu o tento nos meus versos rimar.

Neste mundo onde prevalece à insolente distancia
Entre o se entregar-se ao amor e o se sentir amado.

E estes desafios vamos tentando superar assim
Vendo você como alguém igual a mim.


Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.