segunda-feira, 7 de março de 2011

Uma vez mais...

Só uma vez mais
Eu morro
Eu vivo
Eu desejo
Eu quero
Eu busco
Eu luto
Eu espero
Até que um dia
O sol acorda
Chamar-me
E a vida
Ah! A vida...
Arde aqui dentro
Fazendo-me saltar
Seja eu um louco ou não
Mas salto e vivo
Vivo na alma
As minhas próprias loucuras
De querer ser amado
Nos imaginários toques
Mas os sintos reais
Ainda que não seja tu capaz
De me sentir como te sinto
Somente uma vez mais.


Joabe Tavares de Souza – Joabe o Poeta.