quinta-feira, 13 de maio de 2010

Joabe o poeta

“Assim sou, assim me sinto”

Começo aqui um trabalho simples
Mas feito com o coração,
Deixo palavras escritas
E carregadas de emoção.

Por eu ser um deficiente
Também tenho meus sentimentos,
Pois a beleza de meu jeito de ser
Está contida no meu consciente

É muito difícil para mim
Certos momentos da vida enfrentar,
Pois sendo eu impossibilitado de andar
Sinto a solidão me afrontar.

Trago Deus comigo
Como meu mediador,
Assim não me sinto sozinho
Quando estou desanimado.

Fico triste, quando nas esquinas da vida
Vejo pessoas cegas, surdas e mudas,
Por não querer ver a verdade
Fecham-se como uma ostra.

Quando cai a chuva
E o vento sopra em meus cabelos,
Mais uma vez me sinto sozinho
E as lágrimas rolam em meu rosto.

Meu maior sonho é
Ser livre como um pássaro,
E voando para o infinito
Alcançar a força do criador.

O silencio é o maior sábio
E com ele tenho inspiração,
E por tudo que hoje tenho
Dou mil graças a Deus.

Autor: Joabe Tavares de Souza. Data: 24/06/1992/ ás 23:15/hms.